Material Exclusivo
Artigo
Solução integrada de gerenciamento de riscos da Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais
Anderson Aparecido Felix Evelyne Cirilo Sousa Fabio Rodrigo Amaral de Assunção Magda Assis Rodrigues Arieta Pedro Augusto Moreira Dias Pedro Vinícius Campos Vanessa Lamêgo Avendanha Congresso CQ Controle Social Gerenciamento de Riscos Gestão Pública Modernização Prêmio Chico (CQ) SIC Secretaria de Estado de Fazenda TI Transparência
A Secretaria de Fazenda de Minas Gerais (SEF-MG) utiliza a norma ‘ISO 31000:2018, Gestão de Riscos – Diretrizes’, como arcabouço metodológico e conceitual para a gestão de riscos em processos e ativos considerados estratégicos. Contudo, o gerenciamento e monitoramento destes riscos era inicialmente feito por meio de planilhas, de preenchimento e consolidação manual, as quais eram em seguida impressas, assinadas pelos gestores e apresentadas para a alta gestão. Por se tratar de registros manuais e de difícil consolidação, o processo arcava com baixa capacidade de integração, o que dificultava a geração e visualização de informações gerenciais ou a construção de séries históricas, para acompanhamento dos riscos ao longo do tempo. Neste contexto, foi estruturada e desenvolvida uma solução de gestão de riscos, moderna, sistematizada e automatizada, para a realização do gerenciamento dos riscos da SEF, desenvolvida pelos próprios servidores, sem custos financeiros adicionais. A solução é composta por um Sistema de Gerenciamento de Riscos para registro das informações, com regras de negócio, controle de acessos, governança e chancela das informações pelos titulares; e um Portal de Gerenciamento de Riscos, através de um Painel Analítico intuitivo e visual, no qual todas as informações são disponibilizadas de forma integrada, permitindo a navegação sumarizada e a visualização das informações, além de propiciar uma visão sistêmica dos riscos estratégicos monitorados pela organização. A partir da sua implementação, o processo sofreu significativa simplificação, com a redução de etapas manuais, integração das informações e automatização de registros, o que resultou na redução do tempo de execução e na garantia da integridade, tempestividade e qualidade dos dados, gerando melhores insumos para as tomadas de decisões.


Material Exclusivo!

Para assinantes:
Essencial (Anual)

OU

Participantes confirmados:
13º Congresso Internacional de Contabilidade, Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público
© Copyright - Instituto Social Iris 2024